Uma fogueira para chamar de minha – parte I

dark_souls_poster_by_alo81-d69z1wtA pouco me descobri apaixonado por Dark Souls. Sua jogabilidade dinâmica, desafiadora mas ao mesmo tempo recompensadora ganhou me por completo.

Na primeira vez que experimentei o jogo, alguns anos atrás, passei por todo o processo de trauma, o jogo me bateu com força. Com muito sofrimento, cheguei ao primeiro boss, e meu amigo, eu morri.

Uma, duas, três, doze vezes pereci naquela ponte, vitima da clava impiedosa do Taurus Demon. Assistindo alguns vídeos, pude aprender um ou outro truque, que me foi de grande valia para derrotar o aspirante a Belzebu.2015-04-21_00003Acontece que após este desafio, acabei deixando a série de lado e a vida prosseguiu. Mas a chama primordial de Lordaeron se apagava, e um morto vivo escolhido, deveria negar seu destino e lutar para reacender  o fogo da humanidade.

Poesias a parte, foi numa tarde jogando Demon’s Souls na casa do meu amigo Khaio que percebi o quanto a atmosfera do jogo me absorvia. demon-s-souls-wallpaper-high-definition-game-background_Demons-Souls-WallpaperAssim que cheguei em casa, corri para o Steam e iniciei minha saga. 2015-04-04_00001

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s