The Road so Far

Ramza_and_Agrias_protecting_Ovelia__bannerHello!

Faz um tempinho que não apareço por aqui, algumas coisas não tem sido muito fáceis de passar, e as vezes o vazio tira toda a vontade da gente, de fazer qualquer coisa!

Mas felizmente tenho sempre minha companheira pra me botar de volta nos trilhos!

Uma coisa bem legal, é que sinto que finalmente consegui me “achar” entre meus gostos, eu sempre fiquei pulando de coisa pra coisa, passava um tempo super “viciado” em algo, e depois desanimava, agora me sinto mais estável aproveitando bem cada uma das minhas paixões.

Nos últimos meses desde minha última postagem, minha run de Dark Souls está estagnada no maldito Kalameet. Um dragão negro muito chato, que estou a quase 2 fucking meses tentando matar. Hoje quase atirei o controle de xbox na parede hehehe.

kalameetEntre uma festinha de aniversário e outra, aproveitei para colocar minha primeira roover na lua de Kerbal. O plano é colocar uma roover no estilo da Curiosity em Duna (planeta do jogo Kerbal que seria equivalente à Marte). Após o primeiro teste bem sucedido em um corpo celeste próximo, enviei uma sonda para Duna com o propósito de identificar o melhor local para pouso do meu robozinho explorador.

ss_kerbal_rooverMas errei os cálculos, durante a janela de lançamento para transferência de órbita fiz um calculo errado, e a sonda acabou pegando mais velocidade do que o necessário, dei uma de Russo e passei direto pelo planeta vermelho. ossos do ofício!

Por falar em ofício, tenho dedicado minha 1:30 de viagem até o trabalho para rejogar Final Fantasy Tactics, um dos meus jogos favoritos da época do Playstation 1.

Agora que tenho um domínio melhor sobre o inglês me sinto muito mais tragado pela complexidade da história, uma trama intrincada, com manipulações dignas de personagens do George Martin. Que jogo perfeito!

JobsE pra fechar o post de hoje, finalmente estou jogando DCS World online!

Está sendo bem traumatizante e meu joystick não ajuda muito, mas está bem legal pilotar no módulo de simulação mais realista, onde o jogo não te passa nenhuma informação visual além daquelas obtidas por um piloto na vida real.

Tive de ler (devorar) um manual de mais de 100 páginas, e tentar decorar uma série de comandos para operar um radar, é extremamente difícil e frustrante, já que constantemente sou abatido sem nem mesmo ter visto de onde partiu o míssil, mas não vou desistir!

belo pousoHoje mais cedo, quando consegui meu primeiro “lock-on” (travar um inimigo no radar) fora do alcance visual foi muito satisfatório. Um russo a menos.

Fiquei pensando se ele (inimigo) também tomou um susto quando um míssil o acertou  do nada, Maverick ficaria orgulhoso.

Por enquanto é isso, voltamos em breve!

(ou não)

Estão mortos

Anúncios

4 comentários sobre “The Road so Far

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s